Viaje pro Litoral do Paraná - Viva essa experiência!

Foto Divulgação - ILHA DO MEL (PARANAGUÁ) /PR 

Situada no litoral do estado do Paraná, a cidade de Paranaguá oferece vários atrativos com valor histórico e cultural. Em seus casarões antigos com fachadas de azulejos e ladeiras de pedras, é possível apreciar as marcas da colonização portuguesa, e seu centro histórico é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).
 

No centro, você pode visitar o Antigo Colégio dos Jesuítas, a antiga Rua da Praia (com edificações em estilo neoclássico) e a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Rosário (Paranaguá ao redor da igreja, que é marco central da cidade).
Ali também está o Mercado Municipal do Café, que abriga um centro gastronômico com diversas opções de pratos à base de frutos do mar e quitutes como pastéis de vários sabores. As manifestações gastronômicas e culturais deixam os visitantes deslumbrados.
Um exemplo da rica gastronomia local é o barreado (prato típico do Paraná à base de carne cozida). Outras atrações da cidade são o Mercado de Artesanato, com itens produzidos em cipó e outros materiais, e o Fandango Caiçara, expressão musical, poética e coreográfica classificada como patrimônio cultural imaterial pelo Iphan.

FOTO: NOSSO LITORAL
Paranaguá também oferece belos atrativos naturais, como a Baía de Paranaguá, reconhecida pela Unesco como patrimônio natural. O destino abriga ainda grandes áreas de manguezais e diversas ilhas, sendo a principal a Ilha do Mel, com praias sensacionais. Um dos atrativos da Ilha é a Gruta das Encantadas, cujo nome vem da lenda que diz que o local era habitado por sereias.

GUARATUBA /PR - Foto: Marcos Pilarski

Com 22 km de orla, Guaratuba oferece boa infraestrutura de serviços e de lazer, mas não perdeu o clima de vila de pescadores. É comum observar rústicas embarcações colorindo as praias de águas transparentes, em especial a de Caieiras, onde há uma colônia e a pesca é praticada diariamente. Na alta estação, o burburinho se concentra na praia Central. O mar calmo e a localização atraem banhistas de todas as idades. Já Brejatuba, a dois quilômetros, é ponto de encontro da turma do surf. De mar aberto, tem boas formações e uma bela vegetação natural.



Não raro, é sede para campeonatos estaduais. Um passeio imperdível na região é o de barco pela Baía de Guaratuba. Com status de Área de Proteção Ambiental, reúne rios, ilhas, mangues e vegetação típica. A paisagem especial ganha contornos ainda mais estonteantes na hora do pôr do sol. O roteiro mais concorrido é o que leva ao Salto do Parati, uma agradável cascata que forma uma imensa piscina natural. Para chegar à queda é preciso caminhar por uma trilha repleta de pássaros, antigas construções, ponte pênsil e muitas plantas nativas. Já no centro da cidade, vale visitar a igreja de Nossa Senhora do Bonsucesso, na praça Alexandre Mafra. Construída em 1768, tem fachada típica das capelas litorâneas da época, enquanto o interior aconchegante guarda a imagem da padroeira.

ANTONINA /PR
 Antonina tem seu conjunto histórico e paisagístico tombado como Patrimônio da União. Possui uma paisagem privilegiada, emoldurada pelos morros circundantes e pelas escarpas da Serra do Mar, com vegetação exuberante, sendo banhada pelas águas tranquilas da Baía de Antonina, onde o Atlântico avança com mais profundidade em toda a costa brasileira. O cenário bucólico do centrinho histórico é um dos cartões-postais da cidade.
 
 De frente para a Baía de Antonina e contornado por uma cadeia de montanhas da Serra do Mar, o espaço é salpicado por coloridos sobrados coloniais e calçamentos em pedra. Completam a paisagem as ruínas de um antigo porto, responsável pelo escoamento da erva-mate no século 19. Nos arredores, as atrações ficam por conta da natureza. Com boas corredeiras, o rio Cachoeira é um dos mais concorridos quando o assunto é rafting. As descidas acontecem em um trecho de três quilômetros e duram cerca de uma hora e meia. O ponto de partida da aventura é a Estrada do Bairro Alto, onde a pedida é fazer caminhadas por trilhas e tomar banho nas cascatas. Os adeptos do montanhismo se encontram no Pico do Paraná, na divisa entre Antonina e Campina Grande do Sul. Com 1.962m, é o maior do estado. Para repor as energias, aposte no prato típico da cidade, o Barreado. A iguaria é preparada em panela de barro e feita com pedaços de carne e farinha de mandioca. O cozimento dura três horas e o prato, de dar água na boca, é servido acompanhado por banana da terra e laranja.

MORRETES /PR
Distante apenas 70 km de Curitiba, situada à beira do rio Cubatão e ao pé da Serra do Mar Paranaense, Morretes é uma cidade encantadora, de muita história e de natureza bem preservada. Para começar a sua viagem e aproveitar as belas paisagens dignas de cartão-postal, uma opção é pegar o trem e fazer o percurso pela centenária Estrada de Ferro Morretes-Curitiba, que atravessa todo o conjunto serrano. Você pode apreciar as belezas das montanhas e ter uma vista privilegiada do cânion Garganta do Diabo e da cachoeira Véu da Noiva.


A natureza em Morretes encanta seus visitantes e oferece vários atrativos para a prática de ecoturismo e turismo de aventura. O Parque Estadual Pico do Marumbi, reconhecido pela Unesco como patrimônio mundial, abriga uma incrível paisagem de Mata Atlântica, várias trilhas, cachoeiras, e é o ponto ideal para a prática de montanhismo por oferecer vários graus de dificuldade e modalidades de escalada. Outro atrativo imperdível da região é conhecer a culinária típica, como o famoso barreado, prato de carne cozida em uma panela de barro durante quase 20 horas. A carne fica no ponto para ser desfiada e é servida com arroz, farinha de mandioca, bananas e laranjas.

MATINHOS /PR
A cidade possui boa infraestrutura de turismo para receber os milhares de visitantes, principalmente no réveillon e no carnaval. hotéis, parques aquáticos, pousadas, campings, comércio, restaurantes típicos e internacionais, bares e muito mais estão à disposição dos veranistas e turistas que correm para suas areias brancas a cada temporada ou feriado prolongado.

A praia central de Matinhos, com águas agitadas e pouco profundas, é muito procurada por surfistas. À beira-mar localiza-se um mirante, construído sobre uma formação rochosa do qual se tem uma visão panorâmica do aglomerado urbano e das praias e balneários do norte do município, o pico de Matinhos.

GUARAQUEÇABA /PR
Conheça a História

Entre 1638 e 1646 Gabriel de Lara, fundador da Capitania de Paranaguá, descobriu uma rica lavra de ouro nas encostas de Serra Negra. Revelado o achado vieram mineiros e aventureiros de vários lugares para explorar a região.  Em seguida chegaram os jesuítas, que fundaram em Superagüi  um primitivo núcleo populacional. Porém só no século passado com a construção da Capela de Bom Jesus dos Perdões no morro do Quitumbê é que foram surgindo em torno dela as primeiras construções, formando em pouco tempo o povoado, elevado em 1854 à Freguesia  e em 1880 a município e em 1938 anexado novamente à Paranaguá como simples distrito. A sua autonomia só aconteceu em 1947 voltando então a categoria de município.

Como Chegar

Via Terrestre
DE CARRO
 - Partindo de Curitiba você deve ir em direção ao litoral, BR277,  após a descida da Serra pegar a PR408 (Morretes/ Antonina). Chegando em Antonina pegar a PR440 por 18 km e finalmente seguir pela PR405 (estrada não pavimentada com 75km). Percorrendo um total de 174km.
 (Passeio Recomendado), Outra alternativa é seguir de Curitiba pela BR116 (São Paulo), e pegar a Estrada da Graciosa (acesso bastante sinalizado) e seguir sentido Antonina com os mesmos procedimentos pela PR405.

DE ÔNIBUS 
Saindo de Curitiba diariamente pela Viação Graciosa.
 Horários: Saindo de Curitiba às 7horas.
 Saindo de Guaraqueçaba às 17horas.
 A viagem dura aproximadamente 5 horas.

Via Marítima 

Um passeio pelas baías de Paranaguá e das Laranjeiras de aproximadamente 2horas e meia. Saída dos trapiches de Paranaguá próximo ao Mercado Municipal.
Saídas de Paranaguá
 9:00 horas
 13:00 exceto domingos e feriados
 14:00 exceto domingos e feriados
Saídas de Guaraqueçaba 
6:30  exceto domingos e feriados
 7:00 exceto domingos e feriados
 14:00 horas.


PONTAL DO PARANÁ /PR 
Como em todo litoral brasileiro, Pontal do Paraná foi inicialmente povoado pelos indígenas.

Sua história política inicia-se por volta de 1983, quando começaram as primeiras movimentações para a criação de um novo município, com sede na área compreendida entre os balneários de Pontal do Sul e Monções.

Dessa forma, foi desmembrado do município de Paranaguá pela Lei nº 11.252 de 20 de dezembro de 1995 e implantado em 01 de janeiro de 1997, sendo seu primeiro Prefeito Hélio Gaissler de Queiroz.

Pontal do Paraná possui lindas paisagens e beleza rara espalhadas nos seus 23 quilômetros de areias brancas e águas mornas e limpas, um irrecusável convite para longas caminhadas acompanhadas de perto pelas gaivotas e atobás que brindam os visitantes com seus voos sincronizados sobre ondas do mar.

Agora que você já decidiu pra que praia ir, que tal encontrar aquele hotel bacana ou aquela pousada para você e sua família?....Pesquise por pousada ou hotel na praia de sua preferência para localizar uma hospedagem... 

 
Booking.com VIAJE PRO SUL.
Compartilhar Google Plus

Nosso Litoral

Nosso litoral é um blog para divulgar as belezas do litoral paranaense, assim como os costumes, gastronomias, pontos turísticos, hotéis, pousadas, restaurantes, contos, lendas, histórias e muito mais!
    E ai, o que achou?
    Comente com o Facebook