Pico do Marumbi - Uma conquista à altura de todos


Conquistado em 21 de agosto de 1.879 por Joaquim Olímpio de Miranda, o Maciço Marumbi foi a primeira montanha a ser escalada esportivamente no Brasil, e por isso é considerado o berço do montanhismo no País. Localizado dentro do Parque Estadual Pico do Marumbi, o complexo é formado por oito cumes de altitudes diferentes. Alguns locais são acessíveis apenas para montanhistas experientes, mas existem locais belíssimos e de acesso fácil para qualquer visitante.

Os oito cumes que formam a cadeia do Marumbi são Abrolhos, Esfinge, Ponta do Tigre, Torre de Sinos, Gigante, Olimpo, Boa Vista e Facãozinho. O ponto culminante é o Olimpo, cujo nome foi uma homenagem ao seu conquistador. O Olimpo está a 1.539 metros acima do nível do mar, e seu acesso só pode ser feito por montanhistas experientes.

Mas, nem só de grandes desafios é feito o Marumbi. A natureza foi generosa também com os que não são adeptos do esporte, que têm à disposição locais muito bonitos, que reservam lindas paisagens, cachoeiras e piscinas naturais de águas cristalinas.

Partindo da base do parque, uma caminhada de 30 minutos e considerada fácil leva ao Rochedinho. Localizado a uma altura de 630 metros acima do nível do mar, o local revela uma bela paisagem das baías de Paranaguá e Antonina e da Serra do Mar. É possível ver também quase toda a extensão da Estrada de Ferro Paranaguá-Curitiba, que passa por dentro do morro através de um túnel.

A Cachoeira dos Marumbinistas, formada pela queda das águas do Rio Taquaral, é o ponto de lazer preferido dos visitantes durante o verão. Apesar do pequeno volume de água, a queda d'água de 50 metros forma uma visão fantástica. Como se não bastasse, o rio forma várias piscinas naturais com águas muito limpas onde é possível tomar banho.
Pico do Marumbi - Uma conquista à altura de todos

O parque tem uma boa estrutura para visitantes. Existe um camping gratuito que conta com banheiros e chuveiros com água quente. Bem ao lado do camping está instalado o posto da Polícia Florestal, que garante segurança aos campistas. O parque também tem um museu, com quadros, artefatos e mapas que contam a história da conquista do pico.

O principal acesso ao parque é pelo trem, que parte de Curitiba diariamente às 8h15. O retorno, de segunda a sexta-feira, é às 15h40 e, nos finais de semana e feriados, às 16h40. O acesso de carro é feito por Morretes, pela Estrada do Itupava, que parte da localidade de Porto de Cima.

Dicas:
Leve toda alimentação necessária. No parque não existem restaurantes, pousadas ou mercados.
O local não conta com coleta de lixo. Traga de volta todo o lixo produzido.
Não é permitido acampar em locais fora da área determinada.
É proibido fazer churrasco e levar animais domésticos.
Sempre vá acompanhado de um guia especializado ou de alguém que conheça o local.


Paraná Online
Maiores Informações:
Secretaria de Turismo de Morretes (41) 3462-1024
Compartilhar Google Plus

Nosso Litoral

Nosso litoral é um blog para divulgar as belezas do litoral paranaense, assim como os costumes, gastronomias, pontos turísticos, hotéis, pousadas, restaurantes, contos, lendas, histórias e muito mais!
    E ai, o que achou?
    Comente com o Facebook